Audiência Pública vai debater mecanismos para enfrentar o uso abusivo de álcool em MT

Audiência Pública vai debater mecanismos para enfrentar o uso abusivo de álcool em MT

Eduardo Cardoso

A pedido do deputado Wancley Carvalho (PV), a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) promove nesta quinta-feira (10), audiência pública para discutir estratégias de conscientização ao uso e abuso de bebidas alcoólicas no estado. O evento será realizado na Casa de Leis, no auditório Milton Figueiredo, a partir das 14h.

Trazer o tema para o debate tem como objetivo chamar atenção para o aumento do consumo de álcool entre adolescentes, que tem implicado diretamente no crescimento de demandas ao sistema de justiça, tanto na área criminal e cível.

Mais do que um mero problema individual, o abuso do álcool tornou-se, ao longo do anos, uma verdadeira ferida aberta na sociedade. "Existem alguns trabalhos isolados de combate ao uso abusivo de álcool. Precisamos ampliar essa discussão, uma vez que já existe uma política nacional sobre o assunto. Trabalho semelhante precisa ser adotado pelo estado", pontuou Wancley.

Em 2007, o governo federal instituiu a Política Nacional sobre o Álcool, após um longo processo de discussão. Com esta audiência, o parlamentar pretende unificar os trabalhos, junto ao governo do estado, e criar uma política estadual semelhante a implantada pela União.

A Polícia Civil de Mato Grosso (PJC-MT) realiza, desde 2010, o projeto De Bem com a Vida, que atua no campo da prevenção social, no ambiente escolar e seu entorno, por meio do combate ao uso de bebidas alcoólicas por adolescentes.

Wancley é investigador de polícia, e quando atuava em Pontes e Lacerda era voluntário do projeto e fez diversas palestras nas escolas da região sobre o assunto. Na época, o parlamentar era vereador no município e promoveu audiência pública para também debater o tema.

Em 2015, de acordo com dados da PJC, o consumo excessivo do álcool motivou cerca de  duas mil ocorrências de ameaças e a mesma quantidade para casos de motoristas que conduziam veículos após ingestão de bebida alcoólica.

Os secretários estaduais de Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos e Assistência Social também participarão do debate, além de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Alcoólicos Anônimos (AA), Rotary Club, Maçonaria e conselhos Municipais de Segurança Pública, do Idoso, da Mulher, entre outros.

Eduardo Cardoso

Deixe uma Resposta

Close